Thanksgiving Day: O despertar da consciência faz todo dia ser dia de Ação de Graças

Na perspectiva da Cartografia da Consciência Multidimensional, Deus Imanente funciona como o centro norteador da consciência, e Dele, por efeito de onda eletromagnética, irradiam-se as dimensões espirituais, mentais, emocionais e físicas do ser humano. Nascemos todos, no nível perceptual, de costas para esse núcleo criador e, marcados pela inconsciência, somos acordados, em termos de personalidade, por um intenso, vivo e ininterrupto jogo de influência e de influenciação.

 

De fora para dentro, recebemos estímulos de forças que se autocomunicam como natureza, geografia, cultura, sociedade, economia, política, educação, família, genética etc. De dentro para fora, respondemos àquilo que nos fere os sentidos. A criatividade das respostas dadas às circunstâncias que nos visitam revela-nos, de algum modo, nos quatro níveis conscienciais, evidenciando-nos mais ou menos necessitados de novas (ou repetidas) experiências para a maturação de nossas mais altas potencialidades.

 

Esse fenômeno energiza-nos do berço ao túmulo, incitando-nos atração/repulsão; prazer/dor; amor/medo; vitalidade/cansaço; alegria/tristeza; saúde/doença; movimento/repouso; vida/morte (sem adjetivação de melhor/pior entre as polaridades), traduzindo-nos possíveis caminhos de individuação pelo desenvolvimento de nossos caracteres. Assim, no plano existencial, todos recebemos oportunidades de ampliarmos nossa consciência. Caso aproveitemos os ensejos, o alargar da percepção ilumina nosso estado de carência. Que bênção!

 

Gratuitamente, tal pulsão desilude-nos por nos revelar a persona como uma instância de baixo poder nutricional. E, se nos mantivermos abertos à essa pedagogia divina,  a sensação de “fome de não sei o quê” lança-nos à vivência da autoconfrontação que, por sua vez, ajuda-nos a dar respostas cada vez mais autênticas à vida diária. Isto porque, finalmente convertidos ao Pai, recuperamos a memória central de sermos legítimos Filhos de Deus por meio de uma espiritualidade mais profunda na qual o bem-estar pessoal está atrelado ao bem comum. Em consequência, somos curados em muitos aspectos pela mudança de paradigma que transforma amorosamente nosso mental, nosso emocional e nosso físico.      

                     

Nesse momento, surge-nos a pergunta: qual a relação de tudo isso com o Thanksgiving Day? O Thanksgiving Day é uma data cristã convencionalizada para orarmos em gratidão a Deus. Respeitamos a Tradição por trazer para visibilidade o que está no impalpável, mas, perante o dinamismo exposto, acreditamos que o despertar da consciência faz todo dia ser dia de Ação de Graças. Quem já está na interminável jornada de autoconhecimento sabe/sente o que fundamenta esse ponto de vista.

 

Somos o que somos não por mérito, mas por Graça: “A ti, Senhor, a grandeza e a força, o esplendor, o poder e a glória, pois tudo, no céu e na terra, te pertence. A ti, Senhor, a realeza: tu és o soberano que se eleva acima de tudo. A riqueza e a glória te precedem; és o Senhor de tudo; em tua mão, força e poder; em tua mão, tudo se afirma e cresce. Agora, pois, ó nosso Deus, nós te celebramos, louvamos teu nome glorioso; pois quem sou eu e quem é meu povo, para sermos capazes de fazer tais ofertas voluntárias? Porque tudo vem de ti e te ofertamos o que recebemos de tua mão.” (1Cr 29:11-14 / Bíblia de Jerusalém).

 

Luciana Cangussu: Mestre em Teologia. Especialista em Psicologia Transpessoal. Terapeuta. Fundadora do Centro da Consciência: escola de autoconhecimento.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


WhatsApp
Converse com um Atendente
É rápido e funciona!